Tecendo ideias

O jovem deficiente que conseguiu doutorado em Física graças à ajuda das mãos de sua mãe


 O jovem deficiente que conseguiu doutorado em Física graças à ajuda das mãos de sua mãe

David Valenzuela é inspirado. Qualquer história, qualquer pensamento, ele conta com um pouco de poesia. Como quando se lembra da infância em Copiacó, com sua mãe e uma tia lhe ensinando as cores, as letras, os números, as figuras geométricas. Ele tinha sonhos em que era piloto de avião.
"Me custou a entender este sonho. Demorei 20 anos para entendê-lo. Porque no final das contas o avião sou eu, e tenho que batalhar. De uma ou de outra forma sou o piloto. Eu conduzo este corpo e devo ultrapassar seus limites; ou seja, voar. Sempre tive consciência da minha deficiência e no final entendi porque sonhava com um avião: porque meu espírito deve ser livre. Meu avião é meu espírito, que deve voar.

Ele entrou para o colégio aos 7 anos, no segundo ano básico. Pelo estímulo recebido em casa, já sabia ler e seu nível de matemática - sua matéria favorita - correspondia a de um aluno do sétimo ano. Como na escola não permitiram que sua mãe o acompanhasse, Sara contratou uma assistente para que ficasse com ele nas horas escolares. O menino falava com muita dificuldade, não caminhava sozinho - só faria isso ao completar 13 anos - e não escrevia. Precisava de alguém a seu lado para o ajudar a se locomover, tomar notas, que o levasse ao recreio e lhe desse a merenda.
Terminou o básico com média 7. Sua mãe não quis que fosse dispensado de nenhuma matéria, nem mesmo educação física: desenvolveram para David uma rotina especial - sem corridas ou obstáculos - pela qual era avaliado. Os êxitos acadêmicos se repetiram na escola Mercedes Fritis, de Copiapó, onde terminou com 6,9 e prêmio de melhor aluno. Nesses anos, teve o acompanhamento de uma assistente para fazer o que o corpo de David não era capaz.
David Valenzuela passou anos pensando o que queria ser na vida: físico. Sua mãe, que achava que uma carreira em humanas seria mais fácil para um deficiente, não conseguiu dissuadi-lo. A decisão estava tomada.
Quando seu filho estava no último ano do colégio, em 2004, viajaram a Santiago e chegaram ao campus San Joaquín da Universidade Católica (UC). Ali funciona a Faculdade de Física. Tiveram uma entrevista com o diretor de ensino, Rafael Benguria.
A mãe expôs suas apreensões. Especialmente pelos trabalhos de laboratório, que requerem habilidades motoras refinadas. Benguria a tranquilizou: David seria muito bem-vindo. E com relação aos laboratórios, o acadêmico foi prático: ali os trabalhos eram feitos em duplas; e David podia ser o que pensava e o outro, o que executava as funções.
No ano seguinte, David conseguiu a pontuação na PSU (equivalente ao vestibular brasileiro) para entrar em Física na UC e se tornou o primeiro deficiente a cursar a carreira na universidade.
Seu pai ficou em Copiapó; ele e sua mãe se mudaram para Santiago. Alugaram um pequeno apartamento nos arredores do campus, o mesmo em que vivem há 12 anos. E não era apenas isso. Sara se tornaria as mãos que David precisava - pois ele não pode usar as suas - para seguir seu sonho de se tornar físico.

 

Fonte: http://www.bbc.com/portuguese/geral-40104283


Artigos, notícias, entrevistas e poesias

“As possibilidades perdidas”, texto original de Martha Medeiros

Fiquei sabendo que um poeta mineiro que eu não conhecia, chamado Emilio Moura, teria completado 100 anos neste mês de agosto, caso vivo fosse.

18/09/2017 - Artigo

Liberdade de expressão na Internet.

Como não comemorar? Não tirar proveito de tudo isso?

11/09/2017 - Artigo

Redes sociais a favor dos filhos e dos pais

Muitas pessoas criticam as redes sociais e dizem que elas afastam as pessoas do convívio comum...

04/09/2017 - Matéria Jornalística

A GRAMA DO VIZINHO

Ao amadurecer, descobrimos que a grama do vizinho não é mais verde coisíssima nenhuma.

28/08/2017 - Artigo

Crianças Empreendedoras!

Sabia que os pequenos estão se destacando em diversas modalidades de negócio?

21/08/2017 - Matéria Jornalística


A fita métrica do amor

Como se mede uma pessoa?

07/08/2017 - Artigo

O espaço escolar e o diálogo entre professores e adolescentes

Neste trabalho investigamos algumas interações que acontecem no espaço escolar...

31/07/2017 - Matéria Jornalística

Como ajudar seu filho a se organizar com os estudos

Estimular a aprendizagem e estar engajado nas tarefas escolares dos filhos é fundamental

24/07/2017 - Matéria Jornalística

Cidadania: conheça exemplos de quem se esforça por melhorar convivência

Ética e respeito são conceitos-chave no exercício do respeito ao próximo

17/07/2017 - Matéria Jornalística

Agenda Veja mais+

21  SET Jogos Anchieta

22  SET Jogos Anchieta

23  SET Jogos Anchieta

23  SET Prova OBQJr - 2ª fase

25  SET Oficina Literária G2 e G3A