Tecendo ideias

Amizades virtuais podem ser saudáveis?

Para muitos pais e responsáveis, a hipótese de seus filhos estabelecerem amizades virtuais na internet é causa de preocupação...


 Amizades virtuais podem ser saudáveis?

Para muitos pais e responsáveis, a hipótese de seus filhos estabelecerem amizades virtuais na internet é causa de preocupação. Contudo, proibir, definitivamente, não é o caminho. Com a facilidade de comunicação proporcionada pela internet, cada vez se torna mais fácil, seja por meio de aplicativos, games ou chats, os (jovens) usuários interagirem uns com os outros e criarem laços de amizade e afetividade inicialmente pelos meios digitais, inclusive, em muitos casos, migrando tais relações do campo virtual, para o mundo real. Nesse cenário, dificilmente será possível se impedir que os pequenos, em algum momento, estabeleçam relações de amizade por meios virtuais.
Assim, é imprescindível que os pais e responsáveis alertem os pequenos usuários sobre os perigos existências nas relações virtuais. Principalmente porque nem sempre as informações e fotos compartilhadas pelos usuários na web correspondem à realidade no mundo analógico, e o aparente anonimato proporcionado pelo meio encoraja pessoas mal intencionadas a atuarem, sobretudo em face dos menores, por serem mais vulneráveis e ingênuos. É de suma importância que se fiscalize e monitore a vida virtual dos pequenos, assim como no meio analógico, isto porque, mais do que um direito, é um dever dos pais e responsáveis, zelar pela segurança, desenvolvimento e proteção ao menor.
Contudo, importante se ter em mente que amizades e relações afetivas, inclusive as virtuais, fazem bem para os (jovens) usuários e se acompanhadas de um responsável, no caso dos pequenos usuários, podem sim ocorrer.
Você sabia? “Uma pesquisa realizada entre adolescentes encontrados na comunidade digital Habbo revelou que os jovens se identificam mais com os amigos estabelecidos por meio de relações online, em redes sociais, do que com os vizinhos de bairro ou com a turma “offline”. O estudo, baseado em uma pesquisa feita com 4,299 mil jovens do Reino Unido, Espanha e Japão, aponta que os laços estabelecidos entre grupos na rede são quase tão fortes quanto as ligações familiares.”

 Fonte: http://www.happycode.com.br/amizades-virtuais-podem-ser-saudaveis/
 


Artigos, notícias, entrevistas e poesias

Qual a hora certa de abordar sobre educação digital com as crianças?

Por Helena Mendonça – Nethics Educação Digital

18/06/2018 - Artigo

Estou aprendendo a não reagir a tudo que me incomoda

Eu estou aprendendo que não preciso machucar de volta quem me machucou.

11/06/2018 - Artigo

Reconhecimento: chave da autoestima e da dignidade

Todos nós precisamos de reconhecimento...

04/06/2018 - Artigo

Amizades virtuais podem ser saudáveis?

Para muitos pais e responsáveis, a hipótese de seus filhos estabelecerem amizades virtuais na internet é causa de preocupação...

30/05/2018 - Artigo

Você tem o direito de mudar de opinião, você tem o direito de crescer

Mudar de opinião em um determinado momento não é abandonar quem somos.

21/05/2018 - Artigo

Como desenvolver a confiança das crianças com o Youtube

O incentivo de aprender novas habilidades com o auxílio do Youtube tem apresentado inúmeros benefícios, dentre os quais está o amadurecimento comportamental e intelectual de crianças e jovens e sua autoconfiança.

14/05/2018 - Artigo

Quanto mais carinho você recebeu dos seus pais, mais atraente você se considera.

Por Felipe Germano Você se sente um Cauã Reymond? Uma Bruna Marquezine? Deve ser por que sua mãe te amou muito.

07/05/2018 - Matéria Jornalística

Como a inteligência cognitiva vai mudar o mundo

Todo mundo está falando sobre inteligência artificial, também conhecida em sua forma abreviada.

02/05/2018 - Artigo

POR QUE SEU FILHO DEVE ESTUDAR INGLÊS?

Aprender inglês é uma das experiências mais incríveis existentes...

23/04/2018 - Matéria Jornalística

Como os pais podem ajudar os filhos com a lição de casa

Os pais não devem nunca, em nenhuma hipótese, fazer a lição pelo filho. Isso tira a autonomia da criança

16/04/2018 - Matéria Jornalística

Agenda Veja mais+