Anchieta PITUBA

Destaque nas Olimpíadas de Conhecimento

Sucesso de aluno do Anchieta em Olimpíadas do Conhecimento



 Paulo César Bautista Couto, aluno da 3ª série EM – 2017, foi medalhista de ouro na Olimpíada Nacional de História do Brasil, ouro na Olimpíada Nacional de Ciências, bronze na Olimpíada Brasileira de Química e bronze na Olimpíada Baiana de Química. Para ele, ser medalhista em Olimpíadas tão diferentes significou a materialização de todo um histórico de curiosidade, esforço e perseverança, durante todos esses anos de vida escolar.
“Meu interesse nas Olimpíadas do Conhecimento, curiosamente, foi tardio. Embora eu já participasse da ONHB (Olimpíada Nacional de História do Brasil) desde o 9° ano EF, só fui realmente me interessar por esse mundo olímpico na segunda série do ensino médio. Naquele momento, descobri que muitos de meus amigos participavam do programa de olimpíadas de química desde o 8° ou 9° ano. Isso me deixou com vontade de participar também dessas competições. Como eu já gostava de Química e tinha um resultado escolar bom na disciplina, resolvi me inscrever na seletiva interna para a OBAQ (Olimpíada Bahiana de Química), sendo posteriormente selecionado”, relatou Paulo.
Sabemos que o apoio da família e dos professores do Colégio foram fundamentais para a conquista de Paulo. E ele nos confirma, apresentando as razões que o levaram ao sucesso: “primeiro porque serve como uma motivação a mais para a superação dos desafios, fazendo que você fique mais confiante e calmo. E segundo, mais especificamente no caso dos professores, pelo fato de que são pessoas extremamente capacitadas numa área do saber e que, muitas vezes já lidaram com outros alunos olímpicos, podendo dar dicas importantes tanto para aquela prova/disciplina em específico, quanto para a programação de estudos etc. No meu caso, além de contar bastante com o apoio de meus familiares, fui muito ajudado por professores de olimpíada, como Joel, Iane e Henrique, além dos outros professores do Ensino Médio”, afirmou nosso aluno campeão.
Durante a preparação para as Olimpíadas, a rotina de estudos sofreu alterações para satisfazer os conteúdos do ano letivo do Ensino Médio e os das Olimpíadas. Mas, "sacrifícios momentâneos, recompensas duradouras" como afirmou o professor Henrique Delgado.
Paulo descreve aqui todo o processo de estudos até alcançar seu objetivo: “Cada uma delas demandou uma preparação diferente. Para a OBAQ, fiz questões do material disponibilizado pelo professor Henrique para a olimpíada e revisei alguns assuntos mais cobrados. Já no caso da OBQ (Olimpíada Brasileira de Química) precisei aprender alguns conteúdos que fogem ao programa convencional do ensino médio, mas que, ainda assim, podem aparecer na prova. Além disso, resolvi em torno de 5 provas anteriores das duas modalidades e diversas questões de vestibulares mais rigorosos, como as do ITA. Quanto a ONC (Olimpíada Nacional de Ciências),  tive que adiantar alguns conteúdos de física que eu não veria a tempo para a Olimpíada, gastando para isso em torno de uma semana. Novamente, resolvi várias questões
mais difíceis e provas anteriores de todas as modalidades dessa competição. Por último, a ONHB. De todas as competições, foi para essa porque me preparei mais. Passei , mais ou menos, um ano resolvendo as questões de todas as suas edições anteriores e tentando entender como cada uma era feita e como são avaliadas as propostas, que podem receber pontuações de zero até 5. Entendi um pouco, então, da lógica da prova, algo que ajudou bastante a nossa equipe. Para a final presencial dessa mesma olimpíada, os momentos de monitoria realizados pelos professores de História Joel Nolasco e Iane Cunha, além dos professores de redação, foram essenciais para que o grupo, formado por mim e pelas então alunas do Colégio Anchieta, Beatriz Folly e Luiza Bezerra, conseguíssemos o resultado desejado”.
Paulo poderá comemorar porque, em seu último ano no Colégio, conquistou muitas medalhas, adquiriu novos conhecimentos, vivenciou experiências ricas em aprendizados, ampliou a sua rede de relacionamentos e, futuramente, irá desfrutar de tudo isso, como um profissional mais qualificado.
O Colégio Anchieta se alegra por fazer parte da sua história de sucesso e deseja que tenha muito sucesso e novas oportunidades pela frente.
Parabéns, Paulo!
 


Veja aqui a galeria de fotos

Notícias do ANCHIETA PITUBA

Conhecendo o Meu País – 8° ano EF

Debate sobre os Direitos Humanos.

24/09/2018 - PITUBA

Baile do 8º ano EF

Noite de muita dança!

19/09/2018 - PITUBA

Mosaico Cultural

Discussões e reflexões acerca da temática “Autoconhecimento e a voz do próximo”.

17/09/2018 - PITUBA

Intervalo Musical – Lucas Deluti

Intervalo com uma boa música.

14/09/2018 - PITUBA

Projeto Interdisciplinar – 8º ano do ensino fundamental

Apresentações artísticas.

14/09/2018 - PITUBA

Anchieta Convida – Pais de alunos novos

Apresentação do 6º ano da sede Pituba.

13/09/2018 - PITUBA

Aula de Campo – 8º ano

Aulas no Parque da Cidade.

13/09/2018 - PITUBA

Aula de cidadania - Visita à AMA

Alunos do 9º ano EF

13/09/2018 - PITUBA

Mico: Terror, Medo, Halloween

Mais um mico divertido.

12/09/2018 - PITUBA

A influência da cultura africana na formação da história do Brasil

Intervalo do ensino fundamental.

12/09/2018 - PITUBA

Agenda Veja mais+

28  SET Viagem de Integração do 6º ano EF

Alunos do 6º ano EF | Leia+

2  OUT Visita ao Museu da Coelba - 5° ano EF